Ludum Dare Cool Things!

I just accepted, it hurt less! I’m not making a game during this Ludum Dare, so I look through ALL the entries (so far) picking the IMHO best, most interesting, most unique game projects, idea and art style.

I’ll link here everything I found to be interesting/worth taking a look.

Interesting art-style

Speed Scare – Game by Lynx,

LynxLynx2

Diary, day oneRedPanda

Diary

Whats a KrakenShaw

KRAKENZ

Writhe DragonXVI

BiodegradableImaginaryBongo

FluffyIncompleteJay

MonsterPiotrek

ludumdare1

WormRomixal

anim_00

Succubus-Ghost-thingTovip

you+are+the+monster+1

Skeletonsnka

skeletors

TankFinlal

tankattack1

Kawaiijulittle_polygon

dinold3-550x306

SewerMonsterbitslap

sewer1sewer2

KrakenFlyrandyyaj

krak

BrainArtylo

brain1brain2

Hallowenvortex

en

CookingPartychuckles

end o Screen4 Screen5

Mobs, IncPietro Ferrantelli

vIqzfJt nmYiPyA dZTz0Y2

SpaceShip, Alienconormn

ld_33_ship ld_33_alien

 

Little DevilWefiends

eating-LD33

Hack n Slashuheartbeast

tumblr_nti3jtACxW1sl57y2o1_1280

WoodsDevark

monsta-300x169 test2-300x226

Soul SomethingPowerSpark

GIF-1

Monsteralexrus07

kaiju-screen1-300x225

Platformeralvivar

1-6-1-Inclination-and-running-particles 1-6-1-Fast-motion

MonsterBrawlA Flat Miner Studios

Super-Not-Official-Layout-Maybe-550x309

MonstersBrawlEyeball

 

Monster revengekeyle

ld3391-550x418

ld3361-550x419

ld33F

CHOO CHOOManagore

a12x a8x

Devil – SinclairStrange

deaths_by_sinclairstrange-d96s2e2 ss

RobogtHotBoxGames

Golem

Giant monstergustav

ld33_7

Kraken Mapmahalis

tentacles-and-sinking houses-550x338

Kitten KillerCryptix

left right downup (1)

 

Bunnykrzymsky

attack2

Dune Wormmcccclean

ne W

Villager,monsterrxi

out5 out4 out3

Run eggBulvarMulyavina

011

KnightsDruid

ss+(2015-08-23+at+06.09.37)

knight_rtrit_prew

 

PlumberKillHacksawUnit

demo5

DrummersSoulGameStudio

anim-jazzy-rythm2 anim-rocky

MinersAlceX

mrmine-550x253

finalstretch-550x410

Monster LunchBoaHeck_ArtGent

Muncher5 Muncher4

KatamarIOpinkmonkeyhead

4 11

Murder CircusLiteral Games

start ld-breath (1)

Shooterpixelgriffin

gengif GIF2

Tale of a Mad Mage – gingerBill

Maa

Murderermiltrage

bloodbath mockup21-300x225

The Barsnake302

Bezymyanny-550x158

Magikarp questTuism

Magicrap_1 Magicrap_2 Magicrap_3

Sir pantlesssgehlich

saaa

Dungeon of the Spook – Pixelate

Screenshot-2015-08-23-17.23.12-550x309

Monsterscrab

help-save-300x253

Oozin Ditto- bclikesyou

3lKDlto

 

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

GGJ – Review by Vermon

A exatos  um mês alguns meses atrás tivemos a quarta edição da Global Game Jam, com uma participação recorde. Foram 10682participantes em 46 diferentes países produzindo 2204 jogos.

Só no Brasil foram 996 participantes em 22 diferentes sedes. E logo que me recuperei da GameJam comecei a jogar e testar os jogos, pelo menos todos os Brasileiros eu queria jogar.

Depois de uma triagem inicial (retirei os exclusivos para mobile, tabuleiro e os que não foram entregues) cheguei a uma seleção de 131 jogos para PC, produzidos no Brasil durante as 48 horas de Global Game Jam de 2012.

Então nessas ultimas semanas eu joguei e analisei cada um deles e encontrei algumas coisas bem interessantes que gostaria e compartilhar com vocês.

Eu não consegui ordenar num formato top BR GGJ games, cada jogo nessa lista se destaca por características diferentes e não são comparáveis.

São 25 jogos, separados em 4 categorias e uma citação especial no final.

Aproveite =)

>>Acabamento<<

Nessa categoria separei 9 jogos que saltam aos olhos pelo cuidado com acabamento, cara de jogo completo que apresentam. Os jogos nessa categoria são:

  • Cohesion
  • Everlong
  • FromBeyond
  • Infinitower
  • N.E.R.O.T.
  • Perpetuum
  • Run pig run
  • Siart
  • Trapped! In the chamber of eternal Darkness

Cohesion

Em Cohesion o jogador deve alcançar o topo da Raibow Tower e convencer Ouroboros a manter o mundo em coesão.

O jogo tem 7 diferentes salas com caixas que podem ser movidas e usadas como plataforma. Entretanto se uma sala tiver um número de caixas diferentes do inicial ela fica desbalanceada e é resetada depois de 25 segundos.

A idéia de trocar caixas em posições diferentes em cada sala, com o cuidado de que elas se mantenham coesas, permite a criação de puzzles bem interessantes.

  

Cohesion foi desenvolvido na Unicamp por uma equipe de 7 pessoas e pode ser baixado na página oficial da GGJ.

Everlong

Everlong é um jogo de arena multiplayer com suporte para até 4 jogadores. Cada jogador começa com 3 vidas e pode atacar os outros com golpes e bolas de fogo.

Quando o marcador de vidas de um jogador chega a 0 ele morre, se despedaçando em 3 pequenos pedaços, o jogador morto então assume forma de nuvem e deve coletar os seus pedaços para retornar ao jogo.

Quando o jogador volta ao jogo ele vem com uma vida a mais o que o torna mais resistente, mas também aumenta o número de pedaços gerados quando morrer novamente.

Assim, cada vez que um jogador morre ele torna-se mais forte, precisando de mais hits para morrer novamente, ele se quebra em mais pedaços leva mais tempo para voltar ao jogo.

A condição de vitória não está implementada, mas a ganharia o jogo o jogador que conseguir permanecer um tempo específico sozinho no planeta.

Everlong foi desenvolvido na PUCPR por uma equipe de 13 pessoas e pode ser baixado na página oficial

FromBeyond

From Beyond é um arena shooter onde você controla Albert Price, preso no porão de seu laboratório, munido com seu lança chamas e sendo perseguido por criaturas de outro plano.

O jogador deve usar o lança chamas tanto para destruir os fantasmas quanto iluminar a escuridão que o cerca. O jogo chama atenção pela acabamento, e atenção a detalhes como a animação de morte do personagem.

  

FromBeyond foi desenvolvido na Univali por uma equipe de 10 membros e pode ser baixado na página oficial

Infinitower

Infinitower é apresenta um desafio de progressão usando elementos de snake. O jogador pode controlar o movimento vertical, e deve subir a torre, coletando moedas e desviando dos obstáculos.

O jogo possuí uma mecânica simples e divertida além de um ótimo acabamento.

Infinitower foi desenvolvido na PanelaGames por uma equipe de 6 membros e pode ser baixado na página oficial

N.E.R.O.T.

Simples e extremamente viciante N.E.R.O.T. é um plataformer no qual você deve fugir de um laser correndo pela parte interna de uma cobra, desviando de obstáculos ao som de uma música e filtros de efeito visual que o farão questionar sua sanidade. O jogo ainda conta com telas de game over extremamente criativas e divertidas.  

O jogo foi desenvolvido pelos 4 entitulados non-awesome developers asndad dadiaia s as as das dsa  na UNISINOS e pode ser baixado na página oficial

PERPETUUM

Perpetuum é um shooter onde você está no controle de uma água viva, que pode coletar geléias azuis que são usadas para criar minions, que passam a te seguir. Esses minions podem ser sacrificados para realizar ações especial (escudo, slowtime ou atirar nos inimigos)
O jogo desenvolvido na Fatec São Caetano do Sul por uma equipe de 7 pessoas pode ser baixado na página oficial da GGJ

Run Pig Run

Nesse jogo você está no controle de um porco que corre por cima de uma cobra, enquanto desvia de obstáculos como espinhos e olhos.
O jogo se destaca pelo acabamento como o sangue espirrando na tela quando você morre e a barra de vida com os cortes suínos.

 
Run Pig Run foi feito por dupla na Unicamp e pode ser baixado na página oficial

Siart

Siart tem provavelmente uma das abordagens mais inusitada do tema. Apesar de várias culturas interpretarem o ouroboros com significados misticos, atrelados ao ciclo da vida o significado real é muito mais simples.
Uma raça de cobras egipcias desenvolveu uma técnica especial para fugir de predadores. Mordendo o próprio rabo elas conseguem rolar, se movendo mais rápido e impressionando as fêmeas.

A abordagem do tema é bastante engraçada e o jogo não deixa a desejar na mecânica. Segurando a tecla de espaço você faz com que a cobra engula o próprio rabo, o que a deixa menor e mais rápida, ao soltar a tecla de espaço a cobra volta ao tamanho original, executando um pequeno salto.


Siart foi desenvolvido por uma equipe de 6 pessoas na FACISA Campina Grande e pode ser baixada na página oficial

Trapped! In the chamber of eternal Darkness

Trapped é um arena shooter onde Ella a personagem principal tenta sobreviver a hordas de mortos-vivos.
O jogo está bastante completo e se destaca pelo acabamento, cada inimigo tem um asset específico com um flavor text próprio.


O jogo foi desenvolvido na Unicamp por uma equipe de 7 pessoas e pode ser baixado na página oficial.

>>Mecânicas interessantes<<

Nessa categoria estão 10 jogos que apresentam alguma mecânica interessante, as vezes até inovadora. Os jogos nessa categoria são:

  • Big hand theory
  • Black Out
  • ByteSelf
  • Cattercannon
  • Chichen-itza
  • Rufus and the Magic Mushrooms
  • Run Monk, Run! Episode: Blend of Colors
  • Spacetime Alchemist Possessed
  • Viktor the Nth
  • ZVOL – The Walk of Life

Big hand Theory

Apesar de a jogabilidade um pouco quebrada Big-Hand theory apresenta uma mecânica interessante, o jogador controla uma mão que anda em um mundo circular e cria um rastro de plataforma, através de pulos o jogador pode deixar as plataformas mais altas para na próxima volta atingir lugares antes inacessíveis.

  

O jogo foi desenvolvido por uma equipe de 4 pessoas na IGDA-Rio e pode ser baixado na página oficial.
 

Black-Out

Black-Out é um dos poucos jogos de toda a GGJ a cumprir o achievment Eyes Wide Shut (jogo sem gráficos). No jogo um blackOut e a personagem principal anda pela casa para investigar o ocorrido. O jogador deve navegar pelo ambiente 3D guiado apenas pela voz da personagem e os sons ambientes.
Apesar da grande limitação o jogo funciona, as instruções da personagem e os sons ambientes são suficientes para completar os objetivos, eu particularmente achei que o mouse desnecessário, atrapalhando mais do que ajudando.


O jogo que foi desenvolvido por uma equipe de 7 pessoas na FACISA pode ser baixado na página oficial

ByteSelf

Não é a música procedural e o excelente acabamento de ByteSelf que me chamaram a atenção mas a dinâmica de jogo. ByteSelf é um jogo de domínio de terreno onde cada jogador pode dominar quadrados da tela com pixels da sua cor, sendo que há uma dinâmica presa-predador onde cada jogador só pode destruir os quadrados de sua presa.

Os quadrados criados não são estáticos e evoluem de acordo com as regras do the Game of life. Além disso a uma característica toda especial quanto a condição de vitória do jogo.

Ganha a partida o jogador cujo predador tiver mais terreno, seu objetivo então não é ocupar mais terreno e sim fazer com que o seu predador ocupe mais terreno, voce faz isso destruindo o predador do seu predador, mas se fizer muito quem terá mais terreno será você.


O jogo foi desenvolvido na PUCPR por uma equipe de 4 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Cattercannon

Além do pixel art lindíssimo CatterCannon apresenta uma mistura interessante de mecânicas de arremesso de projétil junto a progressão no cenário. O jogador controla a direção em que os segmentos do corpo da serpente robótica são arremessados, e uma vez lançados a cabeça se teletransporta para o ponto mais distante, dessa forma o jogador deve progredir no cenário, capturando power-ups e evitando obstáculos.
O jogo não está completo e apresenta aguns bugs, mas da pra ver o potêncial que apresenta.

Cattercannon foi desenvolvido na PUCPR por uma equipe de 2 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Chichen-itza

Chichen-itz é um plataformer circular no qual você está fugindo de uma cobra, desviando de obstaculos no cenário. Existem totens que interferem no cenário mudando o estado dos obstáculos (ativando espinhos, mudando sentido das rodas).
O jogo começa a mostrar o seu diferencial depois da primeira volta quado aparece um ghost na frente do personagem que imita as ações da ultima volta e também é capaz de acionar os totens, então agora além de desviar das armadilhas você deve estar atento para as modificações que seu Eu do passado irá fazer.

  
Chichen-itz foi desenvovlido por uma equipe de 6 pessoas na GameDev-DF e pode ser baixado na página oficial

Rufus and the Magic Mushrooms

O jogo está bem incompleto, mas a mecânica central me chamou atenção e acredito que tem muito potêncial. Atrás do personagem sempre é noite, e é sempre dia a sua frente. O mundo do jogo muda se for dia ou noite, coelhos se tornam lobos, então é bom pensar duas vezes antes de virar de costas.


O jogo foi desenvolvido na Unisinos por uma equipe de 4 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Run Monk, Run! Episode: Blend of Colors

Run Monk, Run é um plataformer estilo canabalt em que o personagem deve desviar de objetos enquanto corre no interior de uma cobra. A mcânica central do jogo é de mistura de cores.
Para atravessar os portais o Monge deve estar com uma aura da mesma cor do portal, você consegue isso coletando esses vagalumes coloridos para compor a cor do portal.
Outra característica interessante é o caráter nonstop do jogo, ao falhar o jogo não para, não há um corte ou alguma cutscene, o personagem apenas se teletransporta para o ultimo checkpoint e o jogo continua de lá.

Run monk Run foi feito por uma equipe de 4 pessoas na Fatec São Caetano do Sul e pode ser baixado na página oficial

Spacetime Alchemist Possessed

SpaceTime Alchemist é um jogo idealizado para 3 jogadores 2 controlando o alquimista enquanto um controla o demônio. O jogo é um arena shooter onde o alquimista ten que matar os fantasmas que são invocados pelos demônios.

O Alquimista pode se mover pelo cenârio enquanto o demônio é preso e só pode girar ao redor do alquimista.
Os fantasmas causam podem causar dano tanto ao demônio quanto ao alquimista, ganha a partida quem sobreviver por fim.
O demônio ainda pode bloquear os tiros do alquimista ficando no caminho.

Essa combinação de mecânicas proporciona um gameplay interessante com carcteríticas de chicken-out. O demônio tentará ficar entre o alquimista e os fantasmas, para bloquear seus tiros, saindo da frente na ultima hora para o alquimista receber o dano, entretanto o alquimista pode se mover, levando o demônio consigo e tentar “empurrar” ele em cima dos inimigos.

 
O jogo foi desenvolvido na Univali-BC por uma equipe de 6 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Viktor the Nth

Viktor the Nth começa com você recebendo uma carta de seu falecido pai com a missão de desbravar o mundo como todos os seus antepassados. Ao morrer o jogo recomeça e você agora é Viktor II e deve seguir os passos de seu pai.

O jogo usa duas mecânicas muito interessantes para a progressão no cenário. A primeira é a de modificação persistente, você pode abrir passagens e empurrar blocos que funcionarão como corte de caminho para futuras gerações, uma mecânica similar a dos troncos dem Zelda SS.

Além disso o jogo possuí diversas armadilhas, muitas vezes invisíveis, o ponto em que um antepassado morreu fica marcado com uma lápide, com o nome e causa da morte, essas lápides podem ser usadas como guia para mapear as armadilhas do jogo, além de enriquecer a idéia do jogo de destino das gerações futuras. 

O jogo foi feito na Unicamp por uma equipe de 6 pessoas e pode ser baixado na página oficial.

ZVOL – The Walk of Life

Bom, não vou falar muito sobre o Zvol pois sou suspeito (é meu jogo XD)
Zvol é um puzzle plataformer que lidá com manipulação de energia. Johnny Walker, o personagem principal consegue absorver e liberar energia, que é usada para manipular plataformas e avançar nos puzzles.
O jogo ainda tem um estilo gráfico que lembra papper mário, com um personagem 2D em um ambiente 3D.

 
ZVOL foi desenvolvido por uma equipe de 2 pessoas na PUCPR e pode ser baixado na página oficial

Outros

Aqui tem outros 5 jogos que na primeira triagem que fiz estavam em categorias como narrativa interessante, artsy, mais wtf… yada, yada…
Alguns estão bem acabados, alguns tem mecânicas interessantes e todos valem a pena ser vistos. Os jogos nessa sessão são:

  • Dementia
  • Mommy
  • One Child, One Tree, One Book
  • Redo
  • Tintotauro

Dementia

Dementia é um jogo que me chamou bastante atenção, principalmente pelas condições em que eu joguei, eu estava testando todos os jogos produzidos no Brasil e levei alguns para jogar em casa, estava de madrugada jogando no notebook quando me deparei com ele. Dementia é um survival-horror, que consegue evocar emoções de panico e desespero.

O personagem é um alquimista no inferno, fugindo da escuridão, conforme o tempo passa a luz do personagem vai diminuindo se a luz acabar você morre.

O jogador pode se mover e saltar pelo cenário coletando lampadas que aumentam uma barra no topo da tela que é usada com 2 diferente skills.

Apertando a tecla 1 do teclado o jogador consome um pouco da sua barra para repelir as sombras, aumentando sua aura de luz.

Apertando a tecla 2 do teclado o jogador consome um pouco da sua barra para realizar um “leap of faith” um salto mais longo que cobre uma distância horizontal maior e é usado para evitar armadilhas.

Além disso o jogador ainda pode ficar preso em armadilhas onde deve apertar a tecla ‘E’ repetidamente para se libertar.

Dementia é um jogo de fuga, e você foge de uma sombra que está em todo lugar, no jogo existem hazards que te matam (espinhos e lampadas que caem) e outros que te atrasam (armadilhas vermelhas que o prendem e molas que te jogam para traz). Mas não há nenhum outro ser no universo do jogo, apenas você, fugindo de algo desconhecido em um ambiente hostil… essas características, juntamente com o cuidado com o som (conforme a tensão aumenta as batidas do coração do persongem ficam mais evidentes) conseguem passar uma excelente sensação de fuga e horror. Há algumas armadilhas extremamente bem posicionadas que conseguem te deixar desesperado. Além disso os puzzles de final de fase, que devem ser resolvidos por força bruta funcionam de forma simples e eficiente como climax da fuga.


Dementia foi feito na UNISINOS por uma equipe de 8 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Mommy

Mommy é um plataformer onde você controla duas crianças progradindo em um ambiente misterioso. O movimento dos personagens é alternado mas os dois não podem ficar distantes um do outro por muito tempo.

*Spoiler Alert*

O jogo também tem uma narrativa interessante, no fim do jogo você descobre que as cranças na verdade são apenas as memórias dos filhos perdidos tentando sobreviver nas lembranças da sua mãe. Há vários diálogos intrigantes, sua mãe se sente culpada pela suas mortes e há um mistério para ser revelado.

Mommy foi feito na Global Game Jam Ceará por uma equipe de 4 pessoas e pode ser baixado na página oficial

One Child, One Tree, One Book

O jogo é quase uma mídia interativa que faz uma reflexão sobre a vida. O jogo é extremamente curto, cerca de 10 minutos…
*SPOILER ALERT*
… onde você vive diferentes fases da vida do personagem principal.

 
O jogo foi feito na UNICAMP por uma equipe de 8 pessoas e pode ser baixado na página oficial

Redo

O jogo começa um pouco quebrado e você deve descer para uma porta invisível para ele começar efetivamente.
O jogo se passa em uma mesma sala, em tempos diferentes, você pode viajar entre essas salas através das portas norte e sul, e deve fazer troca de objetos entre as eras para evitar o colapso da humanidade.

  
Redo foi feito na UNICAMP por uma equipe de 3 pessoas e pode ser baixado na página oficial.

Tintotauro

Ok… Bonus round para falarmos da história mais WTF que vi nos ultimos tempos.

A muito tempo existiam dois reinos: O dos pintores e o dos minotauros. Eles tinham um acordo de cavalheiros de nunca se expor para a humanidade. Mas os pintores com medo de serem esquecidos, resolveram fazer uma exposição, mostrando ao mundo os quadros feitos com suas tintas mágicas.
Os minotauros não gostaram disso,romperam o acordo e declararam guerra, e tentam agora destruir os quadros feitos com as tintas mágicas.
Agora cabe as tintas mágicas defenderem os quadros.

REALLY?!!? WTF…
não entendi como saímos de ouroboros e chegamos em minotauros e tintas mágicas.

anyway o jogo é bom, a mecânica de mistura de tintas é interessante, você deve usar a cor certa para destruir o minotauro certo, com o botão esquerdo pode selecionar até 2 tipos de tinta, e com o direito você joga a tinta destruindo os minotauros
 

tintotauro foi feito por uma equipe de 12 pessoas na NAVE – Recife e pode ser baixado na página oficial

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário